Publicado por: rizuto | agosto 2, 2007

Bacha e Shisha com o Ahmed

Há algum tempo o Ivan vem nos incitando a comer a tal da Bacha, ele fala que a gente tem que conhecer bem a cultura local, se “aprofundar”. Queria eu que a Bacha fosse o que vocês estão pensando, mas infelizmente não é. Bacha é uma especiaria árabe bastante tradicional nos países do Golfo, basicamente é comer cérebro, língua e bochechas de carneiro numa espelunca pós-apocalíptca.
O lugar onde o Ivan trabalha tem tantos árabes como onde eu trabalho tem Indianos. Ontem finalmente ele marcou com o Ahmed, redator da agência dele, pra irmos comer a tal da Bacha, marcamos de encontra-lo em um shopping em Citra, uma outra cidade. No caminho o Ivan foi logo preparando o espirito da gente, “Rafael, nem vem com tuas putarias que o cara é muito islâmico” Blz. Chegamos lá, encontramos o cara, apresentações, tapinhas nas costas, aquele clima amistoso e fomos com ele pra outra cidade Riffa (se pronuncia Rafa) o bairro, que estou esquecido do nome, é bem tradicional e é lá que que fica o estabelecimento bachístico. O Lugar (vocês vão ver nas fotos abaixo) é totalmente detonado, só tem uma mesa grande azul calcinha de fórmica, ventiladores de teto e uma janelinha que você pode assistir de camarote o espetáculo que é ver aqueles cozinheiros de filme do Rambo extraindo os cérebros das cabeças sem vida e devidamente refogadas dos carneiros. Pratos na mesa, vamos lá, pra ser mais roots ainda comemos com as mãos, não consegui passar do “dar só uma provada de cada coisa pra dizer que comi” impressionante como o Ahmed comia aquilo com gosto, tinha hora que todos os dedos da mão dele desapareciam dentro da boca, aquilo sim é um malabarísmo. O Ahmed, mostrando que é um bom anfitrião, pagou a conta. Saindo de lá fomos pra uma casa de Shisha, pra quem não sabe, Shisha é aquela traquitana com mangueira que as pessoas usam pra fumar, ai no Brasil também é conhecida como Narguilê (os libaneses levaram pra o Brasil com esse nome, é como eles chamam lá), tem vários sabores, menta, pêssego, maçã, etc. Pedi um de menta. Conversa vai, conversa vem, não resisti, vi que o Ahmed estava mais solto e quiz descambar pra o lado libertinoso da conversa, estávamos falando de viagens e tal, ele disse que queria conhecer a Espanha, pronto, deixou a bola quicando na frente do gol, “imagina Ahmed, aquelas praias lindas, Ibiza, com aquelas mulheres maravilhosas…” ele me cortou, “Eu quando viajo é pra conhecer os lugares, a cultura…” Bem feito Rafael. No mais foi tudo tranqulio, tirando a vontade de vomitar na volta, dessa vez, mostrando que também somos bons convidados, pagamos a conta. Vejam as fotos.

p8010045.jpgp8010055.jpgp8010065.jpgp8010067.jpgp8010053.jpg

Anúncios

Responses

  1. Meu, que doidera

    Fui em fevereiro de 2007 (mania de tentar entender todo o processo)

    Porsche é Palio! Nussa. Tou passando mal. Indianos com strass hahahahahaha. Metrossexuais?

    Prometo ler tudo. Essas curiosidades são muido loucas. Que mundo é esse!?!?

    24 reais pra encher o tanque..,. :((((((

    Show de bola.

    Vou me divertir com o seu diário de bordo

  2. q nojo Rafa! tu realmente comeu isso? :p blehhhhhhhhhh


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: